domingo, 1 de janeiro de 2012

São Fulgêncio

 

São Fulgêncio nasceu no ano 467, de família romana estabelecida em Cartago, de família muito rica. Foi procurador dos impostos da província. Após haver lido o comentário de Santo Agostinho do salmo 36, orientou decisivamente sua vida à austeridade e à procura da solidão. Tentou mesmo ir ao encontro dos monges egípcios, mas o navio que o transportava teve de ancorar em Siracusa. Foi ordenado sacerdote, e pouco depois teve a noticia de que estava entre os candidatos ao episcopado por ser um homem de grande cultura teológica e humanística, que ao amor do estudo unia a prática da ascese cristã.
Era demais. Fulgêncio foi se esconder num lugar remoto, até que soube que todos os bispos tinham sido consagrados. Quando reapareceu havia ainda uma sede vacante, a pequena cidade de Ruspe, e os bispos se apresentaram a consagrar o recalcitrante monge, justamente na hora, pois o irritadíssimo rei Transmundo mandou para o exílio na Sardenha, com Fulgêncio outros 59 bispos católicos. Em Cagliari, Fulgêncio pode organizar uma intensa atividade religiosa. O rei Transmundo que gostava de aparecer como teólogo, submeteu algumas questões difíceis e ofereceu assim a Fulgêncio a oportunidade de redigir alguns tratados teológicos que se tornariam célebres.
Com a morte do rei Transmundo em 523, os bispos exilados puderam voltar às suas sedes. Fulgêncio então conseguiu finalmente dirigi a sua pequena diocese de Ruspe no estilo bem monástico por nove anos. Viveu pobremente, dedicando grande parte do seu tempo à oração em comum e à composição de obras doutrinais e pastoriais num mosteiro que fizera junto a catedral. Como Pai e Pastor do seu rebanho, devolvia aos pobres todo o dinheiro que conseguia. Emocionava a todos em suas pregações, até mesmo o bispo de Cartago, que ouvindo-o pregar na basílica de Furnos, chorou de comoção.
São Fulgêncio morreu no dia 1 de Janeiro do ano 532, em Ruspe, aos sessenta e cinco anos de idade, rodeado pelos seus sacerdotes e depois de haver distribuído aos pobres os últimos bens.

Fonte: CatolicaNet

Um comentário:

  1. Olá, Roberto que seu ano nonvo seja presenteado com todas as bênçãos do Senhor, com saúde paz e prosperidade. Meu abraço!

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante para mim... Caso você não tenha uma conta do Google e fizer seu comentário de forma anônima, não esqueça de deixar seu nome e seu e-mail para que eu possa entrar em contato com você!

PAZ & BEM!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...