segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Liturgia Diária

Bíblia (11)

  • Verde. 2ª-feira da 18ª Semana Tempo Comum 

Evangelho - Mt 14,22-36
'Senhor,manda-me ir ao teu encontro,
caminhando sobre a água.'
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 14,22-36
Depois que a multidão comera até saciar-se, 
22Jesus mandou que os discípulos entrassem na barco 
e seguissem, à sua frente, para o outro lado do mar, 
enquanto ele despediria as multidões. 
23Depois de despedi-las, 
Jesus subiu ao monte, para orar a sós. 
A noite chegou, e Jesus continuava ali, sozinho. 
24A barca, porém, já longe da terra, 
era agitada pelas ondas, pois o vento era contrário. 
25Pelas três horas da manhã, 
Jesus veio até os discípulos, andando sobre o mar. 
26Quando os discípulos o avistaram, andando sobre o mar, 
ficaram apavorados, e disseram: 
'É um fantasma'. E gritaram de medo. 
27Jesus, porém, logo lhes disse: 
'Coragem! Sou eu. Não tenhais medo!' 
28Então Pedro lhe disse: 
'Senhor, se és tu, manda-me ir ao teu encontro, 
caminhando sobre a água.' 
29E Jesus respondeu: 'Vem!' 
Pedro desceu da barca e começou a andar sobre a água, 
em direção a Jesus. 
30Mas, quando sentiu o vento, ficou com medo 
e começando a afundar, gritou: 'Senhor, salva-me!' 
31Jesus logo estendeu a mão, segurou Pedro, e lhe disse: 
'Homem fraco na fé, por que duvidaste?' 
32Assim que subiram no barco, o vento se acalmou. 
33Os que estavam no barco, 
prostraram-se diante dele, dizendo: 
'Verdadeiramente, tu és o Filho de Deus!' 
34Após a travessia desembarcaram em Genesaré. 
35Os habitantes daquele lugar, reconheceram Jesus 
e espalharam a notícia por toda a região. 
Então levaram a ele todos os doentes; 
36e pediam que pudessem, ao menos, 
tocar a barra de sua veste. 
E todos os que a tocaram, ficaram curados. 
Palavra da Salvação.
 
 
1ª Leitura - Nm 11,4b-15
Não posso suportar sozinho o peso de todo este povo.
Leitura do Livro dos Números 11,4b-15
Naqueles dias: 
4bOs filhos de Israel 
começaram a lamentar-se, dizendo: 
'Quem nos dará carne para comer? 
5Vêm-nos à memória 
os peixes que comíamos de graça no Egito , 
os pepinos e os melões, 
as verduras, as cebolas e os alhos. 
6Aqui nada tem gosto ao nosso paladar, 
não vemos outra coisa a não ser o maná'. 
7O maná era parecido com a semente do coentro 
e amarelado como certa resina. 
8O povo se dispersava para o recolher 
e o moía num moinho, ou socava num pilão. 
Depois o cozinhavam numa panela 
e faziam broas com gosto de pão amassado com azeite. 
9É noite, quando o orvalho caía no acampamento, 
caía também o maná. 
10Moisés ouviu, pois, o povo lamentar-se em cada família, 
cada um à entrada de sua tenda. 
11Então o Senhor tomou-se de uma cólera violenta, 
e Moisés, achando também tal coisa intolerável, 
disse ao Senhor: 
'Por que maltrataste assim o teu povo? 
Por que gozo tão pouco do teu favor, 
a ponte de descarregares sobre mim 
o peso de todo este povo? 
12Acaso fui eu quem concebeu 
e deu à luz todo este povo, 
para que me digas: 'Carrega-o ao colo, 
como a ama costuma fazer com a criança; 
e leva-o à terra que juraste dar a seus pais! 
13Onde conseguirei carne para dar a toda esta gente? 
Pois se lamentam contra mim, dizendo: 
'Dá-nos carne para comer!'. 
14Já não posso suportar sozinho o peso de todo este povo: 
é grande demais para mim. 
15Se queres continuar a tratar-me assim, 
peço-te que me tires a vida, 
se achei graça a teus olhos, 
para que eu não veja mais tamanha desgraça'. 
Palavra do Senhor.
 
 
Salmo - Sl 80,12-13. 14-15. 16-17 (R. 2a)
R. Exultai no Senhor nossa força.

12Mas meu povo não ouviu a minha voz, * 
Israel não quis saber de obedecer-me. 
13Deixei, então, que eles seguissem seus caprichos, * 
abandonei-os ao seu duro coração.R.

14Quem me dera que meu povo me escutasse! * 
Que Israel andasse sempre em meus caminhos! 
15Seus inimigos, sem demora, humilharia * 
e voltaria minha mão contra o opressor.R.

16Os que odeiam o Senhor, o adulariam, * 
seria este seu destino para sempre; 
17eu lhe daria de comer a flor do trigo, * 
e com o mel que sai da rocha o fartaria'.R.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante para mim... Caso você não tenha uma conta do Google e fizer seu comentário de forma anônima, não esqueça de deixar seu nome e seu e-mail para que eu possa entrar em contato com você!

PAZ & BEM!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...