1

1

domingo, 30 de janeiro de 2011

Frei João Carlos Karling é o nosso novo Pároco...

 

Posse (20)Queridos Amigos:

É com grande alegria que apresento o novo Pároco da nossa Rede de Comunidades São José: Frei João Carlos Karling!

Ele já foi Frei em nossa Comunidade em 1992/93, quando ainda petencíamos a Paróquia Nossa senhora de Fátima.

Eu tive o grande prazer de trabalhar com ele, quando em 1992, aos 10 anos de idade, eu era coroinha na Comunidade Santa Rita de Cássia.

Hoje, aos 28 anos, fico feliz de trabalhar com ele, na condição de Catequista nesta mesma comunidade.

Seja Muito Bem Vindo, Frei João Carlos… Sinta-se acolhido em nossa Comunidade!!!

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Materiais da Campanha da Fraternidade 2011

Fraternidade e Vida no Planeta
A cada dia que passa nos aproximamos mais e mais da Quaresma, palavra originada do latim que significa quadragésima, neste período dos quarenta dias que antecedem a festa ápice de todo o cristianismo que é a ressurreição de Jesus Cristo, que vence as trevas com sua morte e traz salvação ao povo com sua ressurreição, a Igreja Católica nos convida à conversão para celebrarmos dignamente a vitória da vida sobre a morte.
É neste período que a Igreja no Brasil representada pela CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), coloca em prática a Campanha da Fraternidade (CF), surgida no ano de 1964, com o objetivo geral de despertar a solidariedade de seus fiéis e de toda a sociedade em relação a um problema concreto que envolve toda a nação, buscando uma solução para o mesmo.
Neste ano de 2011, a Campanha da Fraternidade nos propõe o tema “Fraternidade de Vida no Planeta” e o lema “A criação geme em dores de parto” retirado da carta de São Paulo aos romanos no capítulo 8, versículo 22. Com este tema, bastante sugestivo e que se encaixa no nosso cotidiano, a CF 2011 vem nos trazer o seu objetivo em que “reflete a questão ecológica, com foco, sobretudo, no problema das mudanças climáticas. Ela se coloca em sintonia com uma cultura que está se expandindo cada vez mais, em todo o mundo, de respeito pelo meio ambiente e do lugar em que Deus nos coloca, não só para vivermos e convivermos, mas também para fazer deste o paraíso com o qual tanto sonhamos”, conforme destacou o secretário-geral da CNBB, Dom Dimas Lara Barbosa em uma entrevista coletiva concedida justamente para a apresentação dos materiais que serão utilizados neste ano para a ampla difusão do conteúdo ao Brasil.
Dessa forma, o Portal da Capela São José, vendo a necessidade de divulgar estes materiais que auxiliarão para a difusão da evangelização à serviço da vida do planeta, disponibiliza abaixo o download destes materiais.


Materiais da Campanha da Fraternidade 2011


CD Campanha da Fraternidade 2011





Este CD apresenta o hino da Campanha da Fraternidade 2011. O lançamento do álbum é da gravadora PAULUS. O CD está enriquecido com mais oito faixas inéditas para as celebrações quaresmais do ano A, além de outros cantos do Hinário Litúrgico da CNBB.Confira as faixas deste CD:
01. Hino da Campanha da Fraternidade 2011
02. Converter ao Evangelho
03. Fala assim meu coração
04. Lembra, Senhor, o teu amor
05. Senhor, servo de Deus
06. Piedade, ó Senhor
07. Glória e louvor a vós, ó Cristo
08. Volta o teu olhar, Senhor
09. Nós vivemos de toda Palavra
10. Este é meu filho muito amado
11. Reconciliai-vos com Deus
12. Se conhecesses o dom de Deus
13. Dizei aos cativos: Saí!
14. Eu vim para que todos tenham vida
15. Hosana ao Filho de Davi
16. Elegia pela terra ferida
17. Hino da Campanha da Fraternidade 2011 (Playback)


Hino da Campanha da Fraternidade 2011

A letra do hino da Campanha da Fraternidade de 2011 já havia sido escolhida através de concurso realizado, de setembro a dezembro de 2009. Agora foi escolhida a música. A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) recebeu mais de 80 músicas e a escolha foi feita por uma equipe formada por profissionais da área liturgico-musical e homologada pelos bispos do Conselho Episcopal de Pastoral (Consep).


Servidor: Diocese de São Carlos
Arquivo: MP3
Tamanho: 4.8 MB

Letra do Hino da Campanha da Fraternidade 2011




Servidor: CNBB (Link Direto)
Arquivo: PDF
Tamanho: 0.8 MB
 
Cartaz da Campanha da Fraternidade 2011





O cartaz possui dois planos. Ao fundo observa-se uma fábrica que solta fumaça, poluindo e degradando o ambiente, deixando o céu plúmbeo, intoxicado e acinzentado.
A figura do rio com a água escurecida e suja representa também a parte natural sendo devastada, influenciando no aparecimento das enchentes e no aumento do nível do mar, ações estas provocadas pelo ato errado do homem.
Em contraste a isso, vemos em primeiro plano uma mureta, onde em meio à devastação ainda existe vida. Nela, um pequeno broto e um cipreste (hera), com suas raízes incrustadas, criando um microecossistema, ainda insistem em viver mesmo diante de um cenário áspero. Sendo, portanto, referência ao lema: "A criação geme em dores de parto" (Rm 8,22).
Apesar de todo o sofrimento que a criação enfrenta ao longo dos tempos, de todos os seus 'gritos de dor' – a vida rompe barreiras e nos mostra que ainda existe esperança, representada pela borboleta, que mesmo com uma vida curta, cumpre o seu importante papel no ciclo natural do planeta.

Servidor: CNBB (Link Direto)
Arquivo: JPG
Tamanho: 2.7 MB

Partitura do CD da Campanha da Fraternidade 2011


Servidor: CNBB (Link Direto)
Arquivo: PDF
Tamanho: 3.4 MB
 
Texto-base da Campanha da Fraternidade 2011





Quaresma é tempo de escuta da Palavra, de oração, de jejum e da prática da caridade como caminho de conversão, tendo como horizonte a celebração do Mistério Pascal de nosso Senhor Jesus Cristo.
E somos convidados a aproveitar esse tempo de graça, valorizando os canais pelos quais esta se comunica: a oração, a participação nos sacramentos da penitência e da eucaristia, as práticas devocionais deste período, de modo especial a Via Sacra e o Santo Rosário. No mundo em que vivemos, somos diariamente interpelados por tantos rostos sofredores, que clamam por nossa solidariedade.
A Igreja samaritana não pode passar adiante, na presença de tantos irmãos e irmãs que dela esperam acolhida fraterna, ombro amigo, mãos generosas, que os ajude em sua caminhada para o Pai.
A Campanha da Fraternidade é um excelente auxílio para bem vivermos a Quaresma. Com sua metodologia característica do Ver – Julgar – Agir, baseada, a cada ano, num Tema e num Lema, a Campanha da Fraternidade nos oferece uma ótima oportunidade para superarmos qualquer dicotomia entre fé e vida.
Este ano, a CNBB propõe que todas as pessoas de boa vontade olhem para a natureza e percebam como as mãos humanas estão contribuindo para o fenômeno do aquecimento global e as mudanças climáticas, com sérias ameaças para a vida em geral, e a vida humana em especial, sobretudo a dos mais pobres e vulneráveis.
É nesse contexto que a CNBB propõe para 2011, a Campanha da Fraternidade com o tema “Fraternidade e a vida no planeta”, e como lema “A criação geme em dores de parto (Rm 8,22)”. Na medida em que cada cristão ou cristã for capaz de vivenciar seriamente o próprio batismo, sua conversão diária não será mais mera questão de retórica, mas será uma dimensão permanente em sua vida.
Que o Senhor da Vida nos abençoe a todos em nossa caminhada quaresmal, e mais ainda, em nossa marcha diuturna, na direção do Reino que nos foi preparado antes da fundação do mundo (cf. Ef 1). Associados à morte de Cristo pelo Batismo, nós o seremos, também, na sua ressurreição. E Deus será tudo em todos.


ORAÇÃO DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2011
Senhor Deus, nosso Pai e Criador
A beleza do universo revela a vossa grandeza,
A sabedoria e o amor com que fizestes todas as coisas,
E o eterno amor que tendes por todos nós.
Pecadores que somos, não respeitamos a vossa obra,
E o que era para ser garantia da vida está se tornando ameaça.
A beleza está sendo mudada em devastação,
E a morte mostra a sua presença no nosso planeta.
Que nesta quaresma nos convertamos
E vejamos que a criação geme em dores de parto,
Para que possa renascer segundo o vosso plano de amor,
Por meio da nossa mudança de mentalidade e de atitudes.
E, assim, como Maria, que meditava a vossa Palavra e a fazia vida,
Também nós, movidos pelos princípios do Evangelho,
Possamos celebrar na Páscoa do vosso Filho, nosso Senhor,
O ressurgimento do vosso projeto para todo o mundo.
Amém.

Com todos os materiais acima disponibilizados, espero que sejam utilizados em pura evangelização. Que Cristo nos abençoe não somente no dia de hoje, mas em toda a nossa caminhada cristã e de evangelizadores.


(Este material foi retirado do Excelente Blog Semeando Catequese, da minha amiga Catequista Sheila; os Downloads estão com os devidos créditos, onde citamos as fontes de servidor)

sábado, 22 de janeiro de 2011

Deus cria e abençoa

Pela fé, acreditamos no Deus criador. Porém o avanço das ciências possibilitou o surgimento da teoria da evolução, que, segundo os materialistas, se opõe à criação. Por outro lado, os criacionistas negam a evolução.

Na verdade, criação e evolução não se opõem. A Bíblia nos diz que no princípio Deus criou o céu e a terra (cf. Gn 1,1), porém diz também: "Deus disse: 'Faça-se a luz'. E a luz se fez" (Gn 1,3). Deus ordena e a luz se faz, não é Deus quem faz a luz. Aí temos a evolução.

Os dois primeiros capítulos do Genesis nos mostram o Deus criador, que não só cria, mas também ordena o processo evolutivo, para que o caos se transforme em cosmos, possibilita o surgimento da vida em geral e da vida humana em especial, abençoa e cuida.

E o ser humano é criado à imagem e semelhança de Deus. Na criação do ser humano, Deus não diz "faça-se", mas "façamos". É interessante a narrativa presente no segundo capítulo do Genesis: ela nos mostra o Deus artesão que molda o ser humano do pó da terra e lhe inspira o sopro divino.

Deus coloca o ser humano no jardim com um mandato: dominar a natureza. Esse mandato divino foi ideologicamente interpretado. Muitas pessoas entendem que deveríamos subjugar a natureza e sugá-la em vista da satisfação dos nossos interesses, principalmente os econômicos.

Devemos dominar a natureza. A palavra vem do latim dominus, que significa senhor. Dominar é exercer o senhorio. Deus é o único Senhor, e ele é o modelo do exercício do senhorio sobre a natureza.

Sendo assim, devemos dominar a natureza. O mandato divino exige que sejamos criadores, possibilitemos o crescimento, cuidemos e façamos da natureza uma bênção, um caminho de vida. Deus não quer que destruamos o jardim, e sim que cuidemos dele.

Pe. José Adalberto Vanzella (Secretário-execunvo do R. Nordeste 5)


(Texto extraído do Site Catequisar )

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Campanha da Fraternidade 2011 - Cartaz

Impactos sobre a vida humana

Todos nós somos seres da natureza e, por isso, condicionados por ela. Não podemos fugir de suas leis e, se por um lado a transcendemos porque possuímos uma dimensão espiritual, própria do ser humano, por outro, não podemos fugir dela, porque somos seres naturais.

Sendo assim, precisamos de condições naturais para viver. Se nos falta o respiro, perecemos (cf. SI 103). Precisamos de luz, água, alimento, temperatura adequada e de abrigo para nos defender de situações adversas.

A natureza foi criada por Deus como ambiente próprio para a vida, e, é claro, qualquer mudança que ela sofra repercute no ser humano. Estamos presenciando manifestações na natureza indicativas da mudança que estamos atravessando, a qual ocorre naturalmente, mas é agravada pela ação humana. Essa mudança tem afetado a vida no nosso planeta. Deus criou um paraíso que agora está se tornando hostil, de modo que cada vez menos podemos viver em condições naturais. Os raios solares são nocivos, as chuvas provocam constantes destruições, os vendavais são devastadores e as secas impiedosas.

Por isso, a vida é afrontada. O fenômeno migratório motivado por questões climáticas aumenta a cada dia. As áreas de risco para a vida - na cidade e no campo - desencadeiam a morte prematura de muitas pessoas.

O ser humano procura evitar cada vez mais o contato com a natureza. Procura resguardar-se em ambientes fechados, climaticamente controlados, protege-se com cremes, filtros, óculos, guarda-sóis e outros aparatos que estiverem a seu alcance.

Ora, nossa fé nós diz que isso não é vontade de Deus, pois ele é o Deus da vida em abundância e quer a felicidade e o bem maior para os seus filhos e filhas.

Pe. José Adalberto Vanzella (Secretário-executivo do R. Nordeste 5)


(Texto extraído do Site Catequisar )

Oração da Campanha da Fraternidade 2011 CNBB

Senhor Deus, nosso Pai e Criador.
A beleza do universo revela a vossa grandeza,
A sabedoria e o amor com que fizestes todas as coisas,
E o eterno amor que tendes por todos nós.

Pecadores que somos, não respeitamos a vossa obra,
E o que era para ser garantia da vida está se tornando ameaça.
A beleza está sendo mudada em devastação,
E a morte mostra a sua presença no nosso planeta.

Que nesta quaresma nos convertamos
E vejamos que a criação geme em dores de parto,
Para que possa renascer segundo o vosso plano de amor,
Por meio da nossa mudança de mentalidade e de atitudes.

E, assim, como Maria, que meditava a vossa Palavra e a fazia vida,
Também nós, movidos pelos princípios do Evangelho,
Possamos celebrar na Páscoa do vosso Filho, nosso Senhor,
O ressurgimento do vosso projeto para todo o mundo.

Amém.


(Texto extraído do Site Catequisar )

Mudanças climáticas

O meio ambiente tem se tornado, aos poucos, uma das maiores preocupações da humanidade, senão a maior. 

Vários elementos contribuem para isso - por exemplo, o número crescente de doenças causadas pelos mais diferentes tipos de poluição: do ar, da terra, da água, sonora ou visual.

Mas um dos elementos que mais têm chamado a atenção de todos é a questão das mudanças relacionadas com o clima. 

De fato. percebemos algo diferente desde finais da década de 60 do século passado. As estações do ano, antigamente bem definidas, passam a sofrer forte influência das assim cha­madas frentes frias e ondas de calor. 

O período, o ritmo e a quantidade de chuvas já não são os mesmos. Temos períodos de estiagem cada vez mais prolongados e chuvas ora muito vio­lentas, ora em quantidade insuficiente. Cai granizo onde isso não acontecia. A velocidade dos ventos aumenta de forma considerável, gerando tornados e furacões, também no Brasil, o que é uma novidade.

As consequências dessas mudanças são vistas por todos: secas, inundações, deslizamentos, alagamentos — que ceifam vidas, deixam desabri­gados, destroem a economia, trazem doenças, geram medo e apreensão.

É por isso que a Campanha da Fra­ternidade de 2011 tem como tema: "Fraternidade e a vida no planeta" è como lema: "A criação geme em dores de parto". A questão das mudanças climáticas não pode ser vista simplesmente na perspectiva da meteorologia, da economia, da sociologia, da física ou da biologia. Tem de ser vista pelo cristão como um problema de fé. A fé deve iluminar esses fatos para transfor­má-los em sinais dos tempos e apelos à evangelização, gerando conversão e melhor configuração a Cristo.

Pé. José Adalberto Vanzella (Secretário-executivo do R. Nordeste 5)


(Texto extraído do Site Catequisar )

Campanha da Fraternidade de 2011

A Campanha da Fraternidade de 2011 é um evento organizado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, cujo tema é Fraternidade e a vida no planeta, e que terá como lema um versículo da Epístola de Paulo aos Romanos: A criação geme em dores de parto. A exemplo das campanhas anteriores, o evento terá início na quarta-feira de cinzas e se estenderá por todo o período da quaresma.

Objetivo Geral

O objetivo geral dessa campanha é contribuir para a conscientização das comunidades cristãs e pessoas de boa vontade sobre a gravidade do aquecimento global e das mudanças climáticas, e motivá-las a participar dos debates e ações que visam enfrentar o problema e preservar as condições de vida no planeta.

Apresentação

Durante uma coletiva de imprensa, na sede da Conferência Nacional dos bispos do Brasil (CNBB), na tarde de 21/10, foi apresentado o material da Campanha da Fraternidade de 2011 (CF). O Secretário Geral da CNBB, dom Dimas Lara Barbosa, apresentou o tema da Campanha, “Fraternidade e a vida no planeta” e o lema “A criação geme como em dores de parto”.“

A Campanha da Fraternidade de 2011, reflete a questão ecológica, com foco, sobretudo, no problema das mudanças climáticas. Ela se coloca em sintonia com uma cultura que está se expandindo cada vez mais, em todo o mundo, de respeito pelo meio ambiente e do lugar em que Deus nos coloca, não só para vivermos e convivermos, mas também para fazer deste o paraíso com o qual tanto sonhamos”, disse dom Dimas.

Questionado se a escolha do lema “A criação geme como em dores de parto” foi feita em virtude das discussões acerca do aborto que ocorre neste período eleitoral, o presidente da CNBB disse que não e explicou o processo de definição dos temas da Campanha da Fraternidade.

“Essa escolha (do tema da CF-2011) não se fez agora, no contexto das discussões do momento atual. A escolha do tema de 2012, inclusive, já foi definida. Esse processo acontece com dois anos de antecedência”, disse. “O tema Fraternidade e vida no planeta inclui a questão do aborto, mas não se esgota nisso”, acrescentou o arcebispo.

O secretário Executivo da Campanha da Fraternidade, padre Luiz Carlos Dias, presenteou os jornalistas com um texto-base da Campanha, documento que aprofundada o tema proposto. “O objetivo da campanha é de contribuir para a conscientização das comunidades cristãs e pessoas de boa vontade sobre a gravidade do aquecimento global e das mudanças climáticas, e motivá-las a participarem dos debates e ações que visam enfrentar o problema e preservar as condições de vida no planeta”, declarou o padre.

A Campanha da Fraternidade terá início na Quarta-feira de Cinzas, 9 de março de 2011, e se estende por toda a Quaresma. A partir deste mês de outubro, as lideranças das comunidades eclesiais estudam os materiais da CF preparando-se para a realização da Campanha na Quaresma.


(Texto extraído do Site Catequisar )
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...